quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Dicas para cuidar dos cabelos no verão



1 – Manter cabelos e couro cabeludo limpo e higienizado, evitando problemas como inflamações, seborréia e caspa.

2 – Enxaguar bem os cabelos após sair do mar ou piscina, isso evita danos aos fios causados pela salinidade do mar e da água da piscina.

3 – Proteja seus cabelos das radiações solares : então vale usar bonés, chapéus e produtos sem enxágüe que tenham filtro de proteção solar.

4 – Evite usar máscaras capilares quando estiver na praia ou piscina, esses produtos não protegem ao contrário facilitam os danos causados pela água do mar e piscina.

5 – Evitar manter os cabelos úmidos presos e amarrados.

6 – Não abuse das químicas nessa estação do ano. Esses fatores deixam os cabelos frágeis.

7 – Hidratações regulares são recomendadas. Hidratar 1 a 2 vezes por semana para a melhora da qualidade dos fios.

8 – Escolha produtos que deixem seus cabelos do jeito que você gosta. As únicas regras são para produtos sem enxágüe com filtro solar.

9 – Aproveite essa época para relaxar, pratique exercícios físicos, conviva com pessoas que você gosta , parece que não, mas esses pequenos hábitos contribuem para cabelos bonitos.

10 – Alimentação, fundamental , uma boa alimentação fará seus cabelos mais saudáveis e bonitos e isso os deixa mais fortes e assim suportam as agressões do verão.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

10 dicas para ficar ainda mais bonita no verão


1- Em primeiro lugar, beba muita água. O ano todo é importante tomar água, mas no verão o calor proporciona uma desidratação muito maior e a produção de suor auxilia nisso. De um litro a dois, por dia, é adequado, dependendo de suas atividades;

2- Como falamos em calor, logo nos lembramos do Sol. Ele é ao mesmo tempo o queridinho e o vilão da estação. Por isso, nunca saia de casa sem antes ter passado protetor solar. Os raios solares causam envelhecimento precoce da pele, então, vamos nos proteger;

3- Mesmo hidratando o organismo com muita água, a pele ainda precisa de mais cuidados. Não deixe de passar hidratante corporal e facial. Não somente no verão isto é importante, mas nesta estação a exposição ao sol tende a ressecar a pele;

4- Ainda falando em hidratação, coma alimentos ricos em água, eles também irão te ajudar a saciar a sede do organismo;

5- Como já falamos acima, a proteção ao se expor ao Sol é importantíssima e, além de proteger-se com filtros, é preciso respeitar os horários adequados de exposição. Fuja do Sol entre 10h e 16h;

6- E quem disse que só a pele sofre com o verão, os cabelos também ficam muito mais frágeis e necessitam de cuidados. A exposição ao Sol, a água do mar e o cloro das piscinas são grandes inimigos dos fios. Invista em bons cremes hidratantes;

7- Como no verão a pele está sujeita a ganhar um ar de saúde, não carrega na maquiagem. Além do mais, o calor excessivo e o suor não combinam com maquiagem pesada. Use o mínimo necessário e abuse da naturalidade da sua pele;

8- Além da pele e dos cabelos, os nossos olhos também podem sofrer com o Sol, por isso tenha sempre com você um óculos de Sol. Além de ele compor o look, ainda irá proteger seus olhos dos raios solares e também a pele da região, que tende a ser mais sensível;

9- Como no verão o calor pode incomodar um pouquinho, na hora de escolher a roupa que irá utilizar, prefira tecidos mais finos e as roupas mais leves. Vestidos, saias e shorts são ótimas opções;

10- Como verão é tempo de ir para a praia, escolha um biquíni que valorize seu corpo e lhe deixe confortável ao mesmo tempo. Para compor o look, faça uso das saídas de praia e de chapéus, eles ajudam a proteger a pele do Sol.

Por Íngrid de Castro

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O que são os números FPS no protetor solar?



Eles não estão relacionados ao poder de proteção, mas ao tempo em que a pele fica protegida dos raios solares

O fator de proteção solar representa o tempo a mais que a pele fica protegida. Por exemplo, se sua pele leva cinco minutos para sofrer os efeitos do sol, ao passar um protetor com fator de proteção solar 15, a pele fica protegida por 15 vezes mais tempo (no caso, 75 minutos). O mesmo protetor sobre uma pele mais escura, que sofre os efeitos solares após sete minutos, protege por 105 minutos. Mas, cuidado. Isso não quer dizer que o FPS 60 seja quatro vezes mais poderoso que o FPS 15, mas que ele protege por quatro vezes mais tempo.

Mas o que é pele protegida? É aquela que, quando exposta ao sol, não apresenta danos visíveis como vermelhidão e queimaduras. Já a numeração dos protetores é uma convenção internacional regulamentada por órgãos reguladores de medicamentos, como a Anvisa. Os números são definidos em diversos testes. Um deles é o da dose mínima de eritema (DME), que é o tempo mínimo para a pele ficar vermelha após a exposição. Basicamente, o FPS é determinado ao dividir a DME das pessoas que aplicaram protetor no teste pela DME das que não passaram. Assim surgem números como 2, 4, 8, 20, 50 etc. Porém alguns deles vão sumir. Em junho, a Anvisa determinou que o FPS mínimo disponível no mercado deve ser 6. A indústria tem dois anos para se adaptar.


VERMELHÔMETRO Tempo que a pele leva para sofrer os efeitos do sol sem proteção*

Pouco sensível
FPS de 6 a 15
VERÃO - 14 min
INVERNO - 29 min

Moderadamente sensível
FPS de 15 a 30
VERÃO - 8 min
INVERNO - 22 min

Muito sensível 
FPS de 30 a 50
VERÃO - 7 min
INVERNO - 18 min

Extremamente sensível FPS de 50 a 100VERÃO - 5 min
INVERNO -
14 min

* Tempo de exposição calculado com base em um dia de sol no Rio de Janeiro, no verão e no inverno.