quinta-feira, 25 de junho de 2015

"Noivazillas" fazem os noivos passar por perrengues

Obrigar o homem a participar da escolha das flores da decoração é um deles

Obrigar o homem a participar da escolha das flores da decoração é um deles

É natural que as noivas queiram a participação dos futuros maridos na organização do casamento. Mas, algumas mulheres exageram e colocam os noivos em situações delicadas e, às vezes, constrangedoras, por pura obsessão pelo grande dia do casal. Nos Estados Unidos, aquelas que enlouquecem pela festa perfeita são chamadas de "bridezillas": uma mistura de noiva [bride, em inglês], com Godzilla [um monstro fictício]. Para evitar desentendimentos com o par antes mesmo do matrimônio, conheça comportamentos que podem causar mal-estar.

1. Requerer a presença dele nas feiras de casamento

De acordo com a assessora Larissa Garcia, da Pra Sonhar Assessoria de Eventos, de São Paulo, o parceiro não precisa acompanhar a mulher em todas as feiras do setor. "Homens são mais práticos nas contratações. Sem contar que, visitar muitas feiras pode deixar ambos confusos e indecisos", diz a especialista. Em uma ou outra, vale a pena convencê-lo a ir. Esses eventos são ótimas oportunidades para garimpar descontos. "Além das novidades apresentadas, há diversidade de fornecedores, com preços variados", conta a assessora Chris Godinho, da Duas Eventos, de São Paulo.

2. Insistir que o homem faça o dia do noivo

Entre as noivas é tradição preparar-se para o grande dia no salão de cabeleireiro, com direito a massagem, alimentação especial e champanhe. Por outro lado, a maioria dos noivos dispensa o glamour e prefere se arrumar em casa. No entanto, preocupadas com um possível "desleixo" do homem, algumas mulheres impõem aos parceiros que também contratem um pacote de beleza profissional. "Se o noivo nunca foi ao salão, não adianta forçá-lo. Com jeitinho, talvez a noiva o convença a arrumar as unhas e usar um corretivo para disfarçar imperfeições da pele", aconselha Larissa.

3. Usá-lo como homem de recados da sogra

Algumas noivas estabelecem regras para madrinhas e mães dos noivos. Por exemplo, as cores de vestidos que devem usar. Esse não é o problema. A saia-justa acontece quando a noiva exige que o parceiro comunique a própria mãe das decisões que ela tomou, o que pode causar um clima ruim entre mãe e filho e também com a futura nora. "O ideal é que a noiva converse pessoalmente com a mãe do seu par sobre todas as decisões", afirma a cerimonialista Julia Pazzini, proprietária da JP4 Eventos, de Belo Horizonte.

4. Não deixá-lo selecionar os próprios padrinhos

Bater o pé e dizer que no altar só pisa quem você quer é um comportamento egoísta e contraditório para quem está prestes a iniciar uma vida conjugal. A cerimônia e a festa de casamento devem ser especiais para os dois. "Essa deve ser uma escolha justa, feita em parceria. O ideal é que ambos possam escolher os próprios padrinhos", declara Julia.

5. Exigir que o homem envolva-se na escolha da decoração

A maioria dos noivos prefere deixar a decoração aos cuidados da parceira. "Cabe à noiva entender que a ausência do noivo na escolha de determinados detalhes não significa que ele não está envolvido. É apenas uma questão de personalidade", garante Julia. A orientação de Larissa é dividir as tarefas e pedir a ajuda dele para escolher itens que têm mais a ver com o universo masculino, como bebidas e as músicas que embalarão os convidados.

6. Fazê-lo ensaiar uma dança diferente

Dançar valsa é uma das tradições matrimoniais. Quem é mais ousado, no entanto, pode surpreender os convidados com danças coreografadas. Mas só se o casal estiver de acordo. Segundo Julia, fazer o noivo aprender uma coreografia que não tem a ver com o estilo dele pode deixá-lo pouco à vontade em frente aos presentes.  

7. Intimar o noivo a comparecer ao seu chá de lingerie

Geralmente organizado pelas madrinhas e amigas mais próximas da noiva, o chá de lingerie é um evento em que as convidadas levam peças íntimas e presentes para apimentar a relação do casal. A ocasião tem tudo para ser divertida e inesquecível, desde que estejam presentes as pessoas certas. "Fazer o noivo participar de uma reunião apenas com mulheres é desconfortável", diz Julia. Em vez disso, libere-o para sair com os amigos e aproveite para curtir as suas convidadas.

8. Forçá-lo a posar para fotos extravagantes

Fazer fotos de casal que, provavelmente, irão decorar alguns pontos da festa, compor o vídeo de retrospectiva ou apenas integrar um álbum de recordação é válido, mas o noivo tem que topar. Forçar a barra para ele ser modelo de um ensaio fotográfico e, pior, exigir que faça poses que pouco têm a ver com o estilo dele, não é uma boa ideia. "A noiva deve conhecer bem o parceiro e levar em consideração a sua personalidade, para não constrangê-lo, ainda que ela queira muito fazer algo", diz Julia.

Amanda Sandoval e Louise Vernier do UOL, em São Paulo

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário