quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Tipos de chapinha para cada cabelo: descubra qual é o seu

Saiba qual é o modelo mais adequado para o seus fios.

Tipo certo de chapinha melhora o resultado (Foto/Thinstock)

As chapinhas são alguns dos recursos mais queridos pelas mulheres para deixar os cabelos mais bonitos. Entretanto, seja para alisar ou apenas para modelar os fios, é importante escolher o modelo mais adequado para cada tipo de cabelo. Assim, além te der um resultado mais satisfatório, você não corre o risco de danificar o cabelo.

Melhor chapinha para cada cabelo

Cabelo comprido e com volume

tipo-e-chapinha-para-cada-cabelo-2.jpg

Para quem tem os cabelos compridos e volumosos – sejam lisos, ondulados, cacheados ou crespos -, as pranchas largas são mais indicadas porque ajudam a alisar mechas mais grossas, o que facilita o trabalho para quem tem muito cabelo. Vale lembrar que para alisar a franja, é preferível utilizar chapinhas mais fininhas e que, para melhorar o resultado, o ideal é fazer uma escova antes de pranchar.

Cabelo curto

tipo-e-chapinha-para-cada-cabelo-1.jpg

Para quem está com os fios curtos, os modelos de prancha estreitos são os que funcionam melhor. Com eles, é possível também modelar os cachos e as pontas do cabelo para deixar o formato mais definido. Como será necessário pegar mechas menores de cada vez, em função do tamanho do aparelho, tenha cuidado para não segurá-lo tempo demais em cada mecha, isso pode queimar o cabelo.

Cabelo fino

tipo-e-chapinha-para-cada-cabelo-4.jpg

Para quem tem os fios muito finos, as pranchas de espessura média são as melhores. O mais importante é que você escolha um modelo com temperatura ajustável, para poder utilizá-la, no máximo, a 180 ºC – mais do que isso pode afinar ainda mais os fios.

tipo-e-chapinha-para-cada-cabelo-3.jpg

Tipos de chapinha

Na hora de escolher o produto, vale atentar-se também ao tipo de tecnologia utilizado. Veja quais são os mais comuns e como eles funcionam:

Tecnologia titanium: cauteriza os fios com a emissão de íons negativos. Ajuda a selar as cutículas e eliminar a eletricidade do cabelo.

Tecnologia safira: boa para quem não tem prática com o aparelho, as chapinhas com essa tecnologia são ultra lisas e deslizam melhor nos fios, diminuindo o atrito.

Tecnologia infravermelha: por meio da ativação de moléculas de água dos fios, ajuda a deixá-los mais leves e com movimento.

Cerâmica: economiza muita energia e mantém a temperatura constante, além de ser mais resistente e também deslizar facilmente pelos fios.

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário